ALTERNATIVA REGGAE

Aviso: Todo conteúdo deste blog foi retirado da Internet, eu apenas publico os links. O ALTERNATIVA REGGAE não se responsabiliza, em hipótese alguma, pelo mau uso deste conteúdo. Ao baixar qualquer tipo de conteúdo do ALTERNATIVA REGGAE, você automaticamente concorda que: 1- Deletará o conteúdo imediatamente após executado. 2- Jamais armazenará qualquer ítem baixado no ALTERNATIVA REGGAE, em CDs / DVDs virgens, seja para comercialização ou até mesmo para armazenamento. A gravação deste conteúdo implica em prejuízo direto para os seus criadores. 3- Você tem ciencia que todos os conteudos são copiados de outros blogs e que caso queiram buscar ajudas sobre links procure nas fontes que estão grifadas com os links dos autores das postagens.

HEPCAT dezembro 21, 2008

Arquivado em: SKA — charleslima @ 5:56 am

hepcat hepcat-2

Nata do ska americano…Ska pra te fazer feliz…

Hepcat – 1996 – Scientific

DOWNLOAD

Hepcat – 1998 – Right On Time


DOWNLOAD

Hepcat – 2000 – Push’N’Shove


DOWNLOAD

Hepcat – 1993 – Out Of Nowhere (Re-released 2004


Download:

PARTE 1

PARTE 2

 

SOULJAH

Arquivado em: ACOUSTIC REGGAE,EARLY REGGAE,ROOTS REGGAE,SKA,SMOOTH REGGAE,SURF MUSIC — charleslima @ 5:12 am

souljah

Banda da Indonésia com som super cool,

tranquilo, com vocais femininos de arrasar,

é só sentar e curtir….

BREAKING THE ROOTS(2005)

beraking

DOWNLOAD

BERSAMAMU(2006)

souljah-bersamamu1

DOWNLOAD

SENHA: souljah@IndoMp3z.org

 

CHARLES LIMA dezembro 12, 2008

13 charles-lima-8

Charles Lima(Charles Chapplin Lima Figueira) é natural de Montes Claros/MG, músico, compositor e produtor de reggae, com diversas influências da música brasileira e mundial. Lançou seu primeiro cd de reggae, LEGALIZE POR AÍ, no ano de 2008. O estilo é reggae raíz trazendo no som paz, positividade, amor, harmonia e cultura rastafári sem esquecer a crítica social.

LEGALIZE POR (2008)

capa-cd

DOWNLOAD

MAIS DE CHARLES LIMA EM

http://palcomp3.cifraclub.terra.com.br/charleslima/

http://charleslimareggae.blogspot.com/

http://tramavirtual.uol.com.br/artista.jsp?id=83593

 

Arquivado em: ROCKSTEADY,SKA — charleslima @ 8:13 am

5157657

The Moon Invaders é uma banda da Bélgica que faz parte dessa nova leva revival da música jamaicana… muita classe nos arranjos e na produção de um dos maiores expoentes da música jamaicana, Victor Rice!

MOON INVADERS(2003)

tapa_the_moon_invaders_-_moon_invaders_5b20035d

DOWNLOAD

BREAKIN FREE(2005)

mooninvaders-breakinfree

DOWNLOAD

 

THE SCOFFLAWS dezembro 11, 2008

Arquivado em: JAZZ REGGAE,SKA — charleslima @ 2:01 am

281730

The Scofflaws é uma das grandes bandas de New York que representam, ao lado do The Toasters e do The Slackers, o melhor do ska da 3ª onda.

SKA IN HI-FI

d64495a7h51

DOWNLOAD

 

CHRIS MURRAY

Arquivado em: ACOUSTIC REGGAE,SKA — charleslima @ 1:40 am

chis

Chris Murray é um compositor e guitarrista canadense. No Canadá, ele foi um dos integrantes da banda extinta de ska King Apparatus durante o final da década de 1980 e começo da de 1990. Ele atualmente vive em Los Angeles, Califórnia, onde se apresenta regularmente, tanto solo como com Chris Murray Combo.

THE 4-TRACK ADVENTURES OF VENICE SHORELINE

s05_kxnjiucp_170x170-75

DOWNLOAD

SLACKNESS

b0006isk12_09__scmzzzzzzz_

DOWNLOAD

RAW

raw

DOWNLOAD TORRENT

 

MATISYAHU dezembro 10, 2008

Arquivado em: DUB,ROCKSTEADY,ROOTS REGGAE,SKA — charleslima @ 5:14 am

matis1

Matthew Paul Miller, conhecido por Matisyahu, (Westchester, 30 de junho de 1979) é um cantor judeu estadunidense de reggae, que enfatiza nas suas letras os ensinos do judaísmo da linha Chabad Lubavitch.

Nascido no estado da Pensilvânia, no dia correspondente ao calendário judaico de 5 de Tamuz de 5740. Depois de crescido, os pais de Matisyahu enviaram-no para uma Escola Judaica onde estudava duas vezes na semana, porém como muitos outros rapazes da sua idade, resistiu às horas adicionais da escola e fora freqüentemente expulso por perturbações durante as aulas.

Aos catorze anos, Matthew Miller adquiriu um estilo de vida Hippie. “Entrou na onda” das pessoas “Dead-Head”, cultivou “dreadlocks” e gastou seus “birkenstocks” (sandálias) durante todo o inverno. Tocava os seus bongos no recreio e aprendia a fazer “Beat-box” no fundo da sala de aula. No 3º ano do colégio, embora estivesse numa época em que não havia nenhuma preocupação, Matisyahu não conseguia ignorar o vazio que sentia na sua vida. Depois de quase queimar a sua sala de química, sabia que a sua missão deveria começar imediatamente. Decidiu fazer uma viagem para o Colorado. Afastado da sua vida suburbana nas planícies brancas, Matisyahu teve a oportunidade de analisar e ter um olhar mais introspectivo sobre si contemplando o ambiente em seu redor. Estava ele na paisagem impressionante da “Rocky Mountain”, quando teve uma visão: Era G-d (D-us).

Após sua viagem para o Colorado, a sua curiosidade espiritual aumentou e Matisyahu fez sua primeira viagem a Israel. Lá, pela primeira vez na sua vida, sentiu uma conexão ao G-d que viu em Colorado. Israel era um ponto de giro principal. Matisyahu aproveitou o tempo que gastou lá, rezando, explorando, e dançando em Jerusalém. Em cada canto encontrou a sua identidade judaica até então inativa em sua mente. Sair de Israel provou ser uma transição difícil. De volta as planícies brancas, Matisyahu não soube manter sua nova conexão com o judaísmo. Abatido, desanimado saiu do colégio e começou a seguir a banda Phish numa tour nacional. Na estrada, Matisyahu pensou seriamente sobre a sua vida, a sua música, e a sua sede pelo judaísmo.

Após alguns meses ele retornou a casa. Por este tempo seus pais insistiram para que ele se “endireitasse” e fosse para uma escola numa região selvagem de Bend em Oregon. A escola incentivava os exercícios artísticos e Matisyahu tirou vantagem deste momento para aprofundar-se mais na sua música. Estudou reggae e hip-hop. Semanalmente ele ia a um open-mic onde cantava, fazia seu beat-box, e era capaz de fazer quase qualquer coisa para manter e aguçar a sua criatividade. Foi aí que começou a desenvolver o seu estilo reggae-hip-hop. Depois de dois anos “lutando”, aos dezenove anos Matisyahu volta para Nova York um homem mudado. Mudou-se para a cidade para continuar afiando seu estudo musical, e também começou a interessar-se pelo teatro. Durante este tempo, foi ver o Carlebach Shul, uma sinagoga no lado ocidental, bem conhecida por ser amigável à energia hippie e ao seu canto exuberante. Isto fortaleceu mais sua alma, favorecendo o poder místico da música judaica hassídica. Agora, em vez do beat-box no fundo da sala de aula, ele ia para o telhado da escola orar. (Sendo religioso ou não, ele não nasceu para ficar nas salas de aula).

Ao estudar na nova escola, Matisyahu escreveu uma letra intitulada “Echad” (One). A letra era sobre um menino que se encontrou com um rabino hassídico no Square Park em Washington e através dele se tornou religioso. Logo após ter feito a letra, a vida de Matisyahu imitou estranhamente a sua arte. Encontrou-se com o rabino Lubavitch no parque, iniciou-se aí sua transformação de Matthew para Matisyahu. Ele que já foi céptico da autoridade e das suas regras, começou então a explorar e finalmente adquirir o estilo de vida do hassídico Lubavitch. Prosperou na disciplina e na estrutura do judaísmo, tentando cada vez mais entender a Lei Judaica. A filosofia de Chabad-Lubavitch provou ser um guia poderoso para Matisyahu. Cercou-o com o diálogo espiritual e o desafio intelectual que tem procurado desde a década passada. O distúrbio e a frustração da sua busca precipitada, e agora, 2 anos mais tarde, Matisyahu vive em Crown Heights, dividindo seu tempo entre os palcos e a yeshivá, centro de estudos religiosos.

Combinar os sons de Bob Marley e Shlomo Carlebach, com toda sua originalidade e interpretação é edificante, uma forte experiência para todos. Mesmo o mais pessimista nos seus concertos é inspirado pela sua habilidade de transmitir de forma honesta a sua mensagem, que fala sobre fé e espiritualidade. A sua dedicação é fazer com que sua mensagem ganhe respeito. É naquele momento efêmero quando nosso ceticismo derrete e as nossas almas se elevam que Matisyahu entra com seu crescente som da fé.

DISCOGRAFIA COMPLETA DOWNLOAD TORRENT

SHAKE  OFF THE DUST… ARISE(2004)

shake

DOWNLOAD

YOUTH(2006)

matisyahu_-_youth

DOWNLOAD

SHATTERED EP(2008)

2n7i6ag

DOWNLOAD

 

THE SLACKERS

Arquivado em: JAZZ REGGAE,ROCKSTEADY,ROOTS REGGAE,SKA,SKINHEAD REGGAE,soul — charleslima @ 4:28 am

slackers08

The Slackers é uma das melhores e mais conhecidas bandas da nova cena de ska de Nova Iorque.

Formada no Brooklyn em 1991, a banda toca uma mistura de ska, rocksteady, reggae, soul, swing, garage rock, e jazz. Fazia parte do selo “Hellcat Records”.

Vários projetos paralelos surgiram da banda, entre eles: “Dave Hillyard Rocksteady 7”, “Crazy Baldhead”, “Da Whole Thing” e “SKAndalous All Stars”, além do projeto acústico do vocalista Vic Ruggiero.

DISCOGRAFIA COMPLETA DOWNLOAD TORRENT

BETTER LATE THAN NEVER(1996)

the-slackers-better-late-than-never

DOWNLOAD

PECULIAR(2006)

peculiar

DOWNLOAD

THE BOSS HARMONY SESSIONS(2007)

slackersfrontcover

DOWNLOAD

SELF MEDICATION(2008)

157751

DOWNLOAD

 

CHARLES LIMA dezembro 9, 2008

13

Charles Lima(Charles Chapplin Lima Figueira) é natural de Montes Claros/MG, músico, compositor e produtor de reggae, com diversas influências da música brasileira e mundial. Lançou seu primeiro cd de reggae, LEGALIZE POR AÍ, no ano de 2008. O estilo é reggae raíz trazendo no som paz, positividade, amor, harmonia e cultura rastafári sem esquecer a crítica social.

LEGALIZE POR (2008)

capa-cd

DOWNLOAD

MAIS DE CHARLES LIMA EM

http://palcomp3.cifraclub.terra.com.br/charleslima/

http://charleslimareggae.blogspot.com/

http://tramavirtual.uol.com.br/artista.jsp?id=83593

 

MEGA POST TROJAN

trojan tro tro-2

Desde a sua criação oficial em 1968, a Trojan Records tem sido a montra por excelência do som jamaicano. A editora já passou por vários mãos, mudou ao longo do tempo o seu modelo de negócio, mas mantém-se há quatro décadas como um farol do reggae. Na realidade, a sua história começa um pouco antes, no Verão de 67, quando a Island Records criou uma plataforma para editar os trabalhos de Duke Reid (na foto). De resto, é a ele que a etiqueta deve o nome: o músico transportava o seu “sound system” pelo país em camiões Leyland Trojan, que chegavam a pesar sete toneladas.

Primeiro centrada no rocksteady e nas primeiras manifestações reggae, a editora viria depois a abraçar as linguagens mais modernas do jungle e do dancehall. Foi com a Trojan que se ouviu pela primeira vez Bob Marley e os seus Wailers com boa qualidade, mas também John Holt, Ken Boothe e Dennis Brown. O filão de gravações que entretanto se ia formando levou à criação de várias editoras subsidiárias: por exemplo, a Upsetter, que lançava sobretudo material de Lee Perry, e a Amalgamated, que trabalhava essencialmente com Joe Gibbs.

Em 1969, a revisão de ‘Red Red Wine’ de Neil Diamond por Tony Tribe valeu à Trojan o primeiro verdadeiro sucesso comercial. As entradas para as tabelas de vendas, principalmente no Reino Unido, sucederam-se ao longo da década de 70. A dupla Dave (Barker) e Ansel Collins foi responsável pelo primeiro número um britânico, na Primavera de 1971, com ‘Double Barrel’. À boleia da Trojan, a Jamaica começava assim a exportar nomes então obscuros como Gregory Isaacs e U Roy.

Com o reggae a pular a cerca para o mainstream, a editora tornava as suas produções mais profissionais enquanto perdia as bases mais devotas dos primeiros anos. Em 72, a Trojan desligava-se em definitivo da Island, que começou a concentrar-se na promoção de músicos estabelecidos em solo britânico. Entretanto, na Jamaica, as transformações sociais reflectiam-se na música. O reggae aprofunda a sua consciência política e começa a assumir traços mais desafiantes, com as inovadoras técnicas de King Tubby e o nascimento do dub.

Três anos depois, a etiqueta é vendida à Saga Records e promove gente como Sugar Minott, Prince Far I e Scientist. Uma década mais tarde, a Trojan Records iniciou um extenso projecto de reedições de gravações clássicas, uma vocação que mantém nos dias de hoje. Para ler mais sobre a história e as principais figuras da editora, aconselha-se uma visita a www.trojan-records.com.

SKINHEAD REGGAE

skinheadreggae

DISCO 1

DOWNLOAD LINK 1

DOWNLOAD LINK 2

DISCO 2

DOWNLOAD LINK 1

DOWNLOAD LINK 2

DISCO 3

DOWNLOAD

DOWNLOAD TORRENT

REGGAE CHILL-OUT

chil-out

DOWNLOAD TORRENT

REGGAE SISTERS

sisters1

DOWNLOAD TORRENT

CREOLE REGGAE

creole

DOWNLOAD TORRENT

SUNSHINE REGGAE

sunshine

DOWNLOAD LINK 1

DOWNLOAD LINK 2

DOWNLOAD LINK 3

CLUB REGGAE

club

DOWNLOAD TORRENT

REGGAE BROTHERS

bro

DOWNLOAD TORRENT

SOULFUL REGGAE

souful

DOWNLOAD TORRENT

DUB

kalgbaabe

DOWNLOAD TORRENT

MOD REGGAE

mod

DOWNLOAD TORRENT

REVIVE

revivew

DOWNLOAD TORRENT

 

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.